Estamos em processo de atualização e reindexação dos registros de ocorrência. O sistema apresentará flutuações no número de registros.
Qualquer dúvida entrar em contato pelo e-mail atendimento_sibbr@rnp.br.

nó brasileiro do GBIF SiBBr
List name
Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial - Plantas para o Futuro - Região Norte
Owner
sibbr.brasil@gmail.com
List type
Species characters list
Description
O livro, disponibilizado no formato de lista, apresenta mais de 150 espécies nativas da Região Norte com valor econômico atual ou com potencial e que podem ser usadas de forma sustentável na produção de medicamentos, alimentos, aromas, condimentos, corantes, fibras, forragens como gramas e leguminosas, óleos e ornamentos. Entre os exemplos estão fibras que podem ser usadas em automóveis, corantes naturais para a indústria têxtil e alimentícias e fontes riquíssimas de vitaminas. Produzido pelo Ministério do Meio Ambiente o livro contou com a colaboração e o esforço de 147 renomados especialistas de universidades, instituições de pesquisa, empresas e ONGs do Brasil e do exterior. Por meio da disponibilização dessa obra no formato de lista, os usuários podem realizar filtros diversos, obter os registros das espécies disponíveis na plataforma, além de outras informações. Instituição publicadora: Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Biodiversidade. Nome Completo do Responsável: Lidio Coradin, Julcéia Camillo e Ima Célia Guimarães Vieira. – Brasília, DF: MMA, 2022. Licença de uso: Licença de uso público com atribuição sem fins lucrativos (CC-BY-NC) Como citar: CORADIN, Lidio; CAMILLO, Julcéia; VIEIRA, Ima Célia Guimarães (Ed.). Espécies nativas da flora brasileira de valor econômico atual ou potencial: plantas para o futuro: região Norte. Brasília, DF: MMA, 2022. (Série Biodiversidade; 53). 1452p. Disponível em: . Acesso em: dia mês abreviado ano (sem virgula)
URL
https://www.gov.br/mma/pt-br/assuntos/biodiversidade/manejo-euso-sustentavel/flora
Date submitted
2022-08-30
Last Update
2022-08-30
Is private
No
Included in species pages
Yes
Authoritative
No
Invasive
No
Threatened
No
Part of the sensitive data service
No
Region
Not provided
Metadata Link
https://collectory.sibbr.gov.br/collectory/public/show/drt1661896856710

1 Number of Taxa

1 Distinct Species

Refine results

thumbnail species image
Eryngium foetidum
Eryngium foetidum L.
Chicória
 
Action Supplied Name Scientific Name (matched) Image Author (matched) Common Name (matched) Familia Nome popular Grupo kingdom Descricão taxonômica Importância ecológica Distribuição Fonte das informações
Eryngium foetidum L. Eryngium foetidum L. Chicória
Apiaceae
Chicória
Condimentares
Plantae
Erva de pequeno porte, acaule, anual e bianual, de rizoma subterrâneo, rasteiro, com feixes de raízes nos nós. Folhas de inserção espiralada formando rosetas, com limbo inteiro, sésseis ou com pecíolo invaginante. Flores andróginas diclamídeas, dialipétalas, dispostas em glomérulos densos, globosos a alongados. Cada grupamento simples de glomérulos é envolvido na base por um involucelo de brácteas. Este involucelo é constituído por uma ou mais brácteas palmatissectas. Cálice com tubo adnato ao hipâncio, com bordo 5-denteado; pétalas 5 com ápice inflexo; estames 5 inseridos em um disco epígino; ovário ínfero, estiletes 2 dilatados na base. Fruto tipo esquizocarpo, constituído por dois aquênios planos na face de união; mesocarpo e endocarpo constituídos por várias camadas de células lignificadas conferindo certa dureza. Semente com testa fina, endosperma carnoso e embrião diminuto (Barroso, 1984).
A espécie vegeta bem mesmo em áreas perturbadas, desde que haja incidência de luz moderada. Desenvolve-se de forma aglomerada e seus frutos produzem quantidade abundante de sementes. A intensidade de luz influi na morfologia da planta. Em áreas sombreadas as folhas são grandes e eretas, enquanto que em plena luz as folhas são mais coriáceas e seu crescimento é em forma de roseta. É uma espécie muito frequente em regiões tropicais e subtropicais úmidas (Sánchez; Valverde, 2000). Mamoré (2017) relata o cultivo da espécie em diferentes condições de disponibilidade hídrica, simulando ambientes xéricos e alagados. Os estudos morfoanatômicos mostraram que a espécie é tolerante aos dois tipos de ambientes, evidenciando adaptações estruturais para cada um deles.
Espécie nativa, não endêmica do Brasil, com ocorrência confirmada apenas para a região Norte (Acre, Amazonas) . Possível ocorrência também nos estados do Amapá, Pará, Rondônia e Roraima (Flora do Brasil, 2017; Lucas; Cardozo, 2020).
Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial: Plantas para o Futuro - Região Norte Lidio Coradin; Julcéia Camillo; Ima Célia Guimaráes Viera. Brasília: MMA, 2022. 1454 p ISBN 978-65-88265-16-66
Items per page: