Terça-feira (24/01), das 18:00 às 23:59, o serviço do SiBBr passará por uma manutenção programada, podendo haver períodos de indisponibilidade.
Qualquer dúvida entrar em contato pelo e-mail atendimento_sibbr@rnp.br.

nó brasileiro do GBIF SiBBr
List name
Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial - Plantas para o Futuro - Região Norte
Owner
sibbr.brasil@gmail.com
List type
Species characters list
Description
O livro, disponibilizado no formato de lista, apresenta mais de 150 espécies nativas da Região Norte com valor econômico atual ou com potencial e que podem ser usadas de forma sustentável na produção de medicamentos, alimentos, aromas, condimentos, corantes, fibras, forragens como gramas e leguminosas, óleos e ornamentos. Entre os exemplos estão fibras que podem ser usadas em automóveis, corantes naturais para a indústria têxtil e alimentícias e fontes riquíssimas de vitaminas. Produzido pelo Ministério do Meio Ambiente o livro contou com a colaboração e o esforço de 147 renomados especialistas de universidades, instituições de pesquisa, empresas e ONGs do Brasil e do exterior. Por meio da disponibilização dessa obra no formato de lista, os usuários podem realizar filtros diversos, obter os registros das espécies disponíveis na plataforma, além de outras informações. Instituição publicadora: Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Biodiversidade. Nome Completo do Responsável: Lidio Coradin, Julcéia Camillo e Ima Célia Guimarães Vieira. – Brasília, DF: MMA, 2022. Licença de uso: Licença de uso público com atribuição sem fins lucrativos (CC-BY-NC) Como citar: CORADIN, Lidio; CAMILLO, Julcéia; VIEIRA, Ima Célia Guimarães (Ed.). Espécies nativas da flora brasileira de valor econômico atual ou potencial: plantas para o futuro: região Norte. Brasília, DF: MMA, 2022. (Série Biodiversidade; 53). 1452p. Disponível em: . Acesso em: dia mês abreviado ano (sem virgula)
URL
https://www.gov.br/mma/pt-br/assuntos/biodiversidade/manejo-euso-sustentavel/flora
Date submitted
2022-08-30
Last Update
2022-08-30
Is private
No
Included in species pages
Yes
Authoritative
No
Invasive
No
Threatened
No
Part of the sensitive data service
No
Region
Not provided
Metadata Link
https://collectory.sibbr.gov.br/collectory/public/show/drt1661896856710

1 Number of Taxa

1 Distinct Species

Refine results

thumbnail species image
Couma utilis
Couma utilis (Mart.) Müll.Arg.
Sorvarana
 
Action Supplied Name Scientific Name (matched) Image Author (matched) Common Name (matched) Familia Nome popular Grupo kingdom Descricão taxonômica Importância ecológica Distribuição Fonte das informações
Couma utilis (Mart.) Müll. Arg. Couma utilis (Mart.) Müll.Arg. Sorvarana
Apocynaceae
Sorva
Alimentícias
Plantae
Árvore de dossel, medindo entre 4-20m de altura. Ritidoma espesso, levemente rugoso, com abundante látex branco, doce, potável. Folhas simples, disposição oposta-ternadas, lâmina oblongo-obovada, de base aguda e de ápice curtamente acuminado, cartáceas, com 5-10cm de comprimento e 2-4cm de largura. Inflorescência axilar, disposta nas extremidades dos ramos, corimbiforme, com flores hermafroditas, gamopétalas, de cor rosada. Frutos tipo baga, globosos, com pericarpo creme à marrom (Albuquerque, 1973; Falcão; Lleras, 1981; Lorenzi, 1998)
A sorva floresce principalmente no período chuvoso, apresentando geralmente duas safras por ano, uma no início das chuvas e outra no final das chuvas e início da estiagem. A máxima floração ocorre cerca de 15 dias após seu início, mas não há uma sincronia bem definida Capítulo 5 - Alimentícias 251 entre os indivíduos. O período de floração predomina nos meses de maio a junho na Amazônia Central (Lorenzi, 1998; Falcão et al., 2003). As flores abrem-se pela manhã e fecham-se ao anoitecer, permanecendo fechadas na maioria nos dias chuvosos e nublados. Uma vez fecundadas perdem as pétalas. A polinização é realizada principalmente por abelhas dos gêneros Eulaema, Epicharis, Tetrapedia e Xylocopa (Falcão; Lleras, 1981; Falcão et al., 2003). Os frutos amadurecem a partir de setembro (Lorenzi, 1998) e a duração média de frutificação é de 100 dias, porém, não existe uma sincronicidade bem definida (Falcão; Lleras, 1981). Estima-se uma produtividade de 40kg de frutos/árvore/safra ou 15t/ ha, considerando-se uma densidade de 400 plantas/ha. Árvores jovens são mais produtivas que árvores maduras (Falcão et al., 2003).
Couma utilis é uma espécie nativa do Brasil, mas não é endêmica no território brasileiro, sendo encontrada também na Guiana e Colômbia (Falcão; Lleras, 1981). Encontra-se uniformemente distribuída na parte central da Amazônia, ocorrendo nos Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia e Roraima (Flora do Brasil, 2018). No Estado do Amazonas, ocorre nos arredores de Manaus e, principalmente, no alto rio Negro; Cucuí; rio Solimões; Coari; Borba, Estrada Humaitá-Labrea e nos rios Purus, Japurá e Iça. No Estado do Pará, ocorre na missão Cururu (Alto Tapajós) e, com mais frequência, nas cidades de Óbidos e Faro.
Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial: Plantas para o Futuro - Região Norte Lidio Coradin; Julcéia Camillo; Ima Célia Guimaráes Viera. Brasília: MMA, 2022. 1454 p ISBN 978-65-88265-16-12
Items per page: